Publicado em 19 mai 2020

O que esperar do setor de energia e recursos naturais pós crise?

Redação

Este é um momento de grande desafio e aqueles que conseguirem dar rápida resposta a essas tendências sairão mais fortalecidos.

Anderson Dutra - 

O setor de energia e recursos naturais no Brasil - representado pelas indústrias de energia elétrica, petróleo e gás, utilidades públicas (saneamento, distribuição de gás, etc.), energia renovável, mineração e metais e químicos - vinha com um forte direcionador ligado a retomadas dos investimentos. O governo e as agências reguladoras trabalhavam fortemente em agendas positivas, suportados pelo agente econômico, para turbinar essas retomadas.

Estabelecemos medidas relevantes como a previsibilidade dos leilões de petróleo e gás, o marco regulatório do saneamento, as cláusulas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), diretrizes para mudanças no setor elétrico, entre outras. São ações que trouxeram à tona habilitadores para o crescimento e modernização com a entrada de novas tecnologias ligadas a geração distribuída (GD) - reduzindo o prazo de retorno sobre o investimento e aumentando o poder do consumidor, a criação do modelo de precificação com a GD na rede, a entrada do gás como protagonista da matriz, e aumentando a eficiência operacional, reduzindo a dependência da fonte hídrica e mitigando o risco da intermitência, entre diversas outras iniciativas que se provaram efetivas e de impacto direto no bolso do consumidor final.

O segmento de mineração sofria um pouco mais, pois focava bastante (e o foco permanece) na segurança operacional e no monitoramento das barragens. Estávamos confiantes com a capacid...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica